Desafio é ampliar mercados

Veículo: Jornal de Santa Catarina
Seção: Economia
Página: www.clicrbs.com.br/jornais/jsc

Economia

 
 

Blumenau - Nos seus diversos segmentos, a indústria catarinense enxerga como principal desafio manter a competitividade diante de um cenário de crescimento das importações. Dólar em baixa e ascensão de potências industriais, como China e Índia, tornam imediata a solução de entraves como infra-estrutura para transporte e mão-de-obra capacitada, entre outros.

O desafio de ampliar os negócios no ambiente de globalização é o principal ponto a ser superado pela indústria, de acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias Têxteis e Confecções de Blumenau, Ulrich Kuhn.

- Não se deve discutir se o que Índia ou China fazem é bom. É preciso buscar formas de agir que garanta nossa competitividade diante dessa realidade, que veio para ficar - disse.

Para ele, tanto governo como iniciativa privada devem assumir compromissos.

- O poder público deve evoluir nas negociações bilaterais, no controle das importações e na desoneração. As indústrias, por sua vez, precisam investir em criatividade e dinamismo - comentou Kuhn.