Empresas aderem à moda das ecobolsas

Veículo: Jornal de Santa Catarina
Seção: Economia
Página: http://www.clicrbs.com.br/jornais/jsc/

Indústrias têxteis fabricam sacolas de algodão, abastecendo comércio de Blumenau com moda verde
RAFFAEL DO PRADO

 
 

Blumenau - As sacolinhas e bolsas ecológicas, ou simplesmente ecobolsas, apareceram no mercado como alternativa às tradicionais e poluentes sacolas plásticas. Com um argumento infalível - o da preservação do meio ambiente - caíram no gosto popular. É a chamada moda verde. O cliente troca as tradicionais sacolas plásticas por produtos estilizados e duráveis. Na cola desse mercado em expansão, fábricas especializadas em reciclagem se adequaram às exigências de um consumidor mais preocupado com a sustentabilidade.

Em Blumenau, é fácil encontrar as bolsas ecológicas desfilando em lojas e mercados. A Teka, em parceria com o Giassi e a paisagista blumenauense Ana Holzer, desenvolveu uma bolsa retornável para ser vendida no supermercado. Como a idéia deu certo, a Teka prepara o lançamento de uma nova linha das ecobolsas. Agora, a empresa segue outro padrão e vai incorporar conceitos próprios.

- Em maio, vamos colocar as bolsas à venda e oferecê-las aos consumidores. É uma forma de incentivar a preservação do ambiente - diz a assistente de Marketing da empresa, Agnes Floriano.

Em 2006, a Fundação Municipal do Meio Ambiente (Faema) lançou uma campanha de conscientização para o uso das sacolas biodegradáveis e bolsas ecológicas produzidas em algodão.

- Os custos de produção não são altos e é possível mudar hábitos antigos, como evitar as velhas sacolas como lixeiros domésticos - acredita o presidente da Faema, Jorge Müller.

A fundação firmou parcerias com empresas de Blumenau e orienta fábricas capacitadas para a produção. Uma delas é a Fujiro, gerenciada por Bruno Sedrez. Há um ano, ele terceiriza a produção e abastece grandes empreendimentos da região, como Shopping Neumarkt, Blubel e a FIP, de Brusque.

- É um mercado novo e que pode alcançar grande lucratividade nos próximos anos. Nós começamos a produzir após os pedidos de consumidores - explica Sedrez.

( raffael.prado@santa.com.br )

Entenda a diferença
Bolsas de algodão
- São feitas de algodão ecológico, aquele livre de qualquer ação química. Não recebem tingimento. Podem ser reutilizadas várias vezes, evitando o consumo de sacolas descartáveis.
Sacolas de plástico biodegradável
- São produzidas à base de batata, milho, cana de açúcar, mandioca, soja ou girassol. Esse tipo de plástico é degradado com rapidez por microorganismos, quando descartados no solo, em aterros.
Cuide da sua ecobolsa
- Não lave com produtos químicos
- Opte por um sabonete neutro
- As sacolas plásticas biodegradáveis duram 18 meses, mas é importante aproveitá-las ao máximo, antes de comprar outra
- Escolha aquelas que oferecem mais resistência
- Atente para a quantidade de peso para não sobrecarregá-la
Fonte: Fundação Municipal do Meio Ambiente (Faema)

     
   

Sacolas estão em shoppings mercados e lojas

Foto(s): REPRODUÇÃO