Notícias

Empresas estão conscientes das várias funções do profissional da moda

Veículo: Assintecal by brasil
Seção:
Página:

"Reza a crença popular que quem faz moda vira estilista ou consultor de imagem", explica a coordenadora do curso Negócios da Moda da Universidade Anhembi Morumbi, Sônia Elbachá. "Na realidade, o profissional da moda pode atuar em diversas áreas: pesquisa e projeção de tendências, planejamento estratégico de negócios ou de coleções, gerência de distribuição, gerência de logística, marketing, fotografia, gestão de marcas, de compras e área comercial."

      A perspectiva ao profissional da área é otimista, já que o mercado da moda tem registrado um crescimento contínuo, não somente por conta da alta do setor têxtil nas últimas décadas, que hoje representa 4,1% do Produto Interno Bruto do País, mas também graças ao movimento da população de valorização da moda. "A amplitude da moda no contexto contemporâneo mostra que estamos em meio a uma sociedade de consumo, que valoriza a imagem", explica a coordenadora.

      Para ela, São Paulo é o principal mercado para os profissionais da moda. "É onde está concentrada a indústria da moda, bem como a cidade cujas empresas estão mais conscientes das inúmeras atividades que o profissional da moda exerce. Foi em São Paulo também que surgiram as primeiras faculdades de moda."

      Expansão A novidade é que segmentos cada vez mais inusitados estão buscando profissionais da moda. Indústrias de eletrônicos e cosméticos são alguns exemplos. "Pessoas com essa formação são procuradas para realizar pesquisas, estudar o design dos produtos que se tornaram extensões do próprio corpo das pessoas, como os celulares, e investigar o apelo emocional que um produto deve ter", afirma Sônia.

      Não é à toa que conseguir emprego na área ficou mais fácil. "Pela minha experiência na faculdade, posso garantir que tem sido cada vez mais fácil conseguir um estágio ou um emprego. O mercado está mais maduro e, finalmente, entendeu quem são esses profissionais, que hoje são muito valorizados", completa.



Compartilhe:

<< Voltar