Aumenta pre?o m?dio do quilo do vestu?rio importado pelo Brasil

Veículo: Marketing Place
Seção:
Página:

 
 
O preço médio do quilo do vestuário importado pelo Brasil alcançou US$ 16,90 em agosto, equiparando-se ao preço do produto importado por países como a Argentina e Estados Unidos. Valor nesse patamar não era registrado desde setembro de 1998, quando o preço médio de importação para vestuário foi de US$ 17,06. Para a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT) o aumento é reflexo da intensificação da fiscalização pela Receita Federal e não está prejudicando o comércio doméstico. Indícios de subfaturamento na importação de vestuário vêm causando prejuízo à indústria têxtil e de confecção brasileira há pelo menos dois anos. Desde abril, a Receita Federal realiza a Operação Panos Quentes com o objetivo de identificar irregularidades e indícios de fraudes. A partir da operação, o preço médio do quilo da roupa importada vem crescendo a cada mês. Em março, o valor era de US$ 8,50 o quilo; subiu para US$ 14,46 em junho, e agora ficou no mesmo patamar da média internacional. "A elevação do preço médio para importados é uma forma de tornar mais equilibrada a concorrência no mercado interno. Mas é preciso continuar o trabalho de intensificação da fiscalização, tanto dos produtos que chegam pelos portos, quantos os produtos que entram por descaminhoâ€?, alerta Fernando Pimentel, diretor-superintendente da Abit. No mês passado, as importações de vestuário aumentaram 64% em relação a agosto de 2006, somando US$ 37,1 milhões. No acumulado de janeiro a agosto, as exportações totais de roupas foram de US$ 306,9 milhões, com aumento de 48,77%. Abaixo, os números da balança comercial têxtil e de confecção do mês de agosto e do acumulado até o mês passado.